terça-feira, 28 de dezembro de 2004, by Fabricio S.

Quase trinta de férias pela frente, e eu já me sinto entediado, praticamente um prisioneiro dentro da minha própria casa. Afinal, o que se pode fazer com pouco dinheiro? Namorar, é claro. Mas peraí, não dá para namorar vinte e quatro horas por dia – até porque a patroa não vai conseguir aturar um chato como eu por tanto tempo. Eu preciso fazer outras coisas também. Agora, o quê? Bem, posso chamar meus amigos pra dar uma volta, boa idéia. Mas, pra fazer o quê? Petrópolis é praticamente um cemitério quando assunto é diversão. Nós bem que podemos sentar na rua mesmo e ficar conversando, mas em cinco dias o assunto certamente se esgotará. Não ter dinheiro suficiente pra fazer uma viagem é uma desgraça. Tou louco pra visitar Machu Picchu, mas, com meu salário de escraviário, isso vai ficar pro dia que eu me tornar o presidente da Nestlé. Será que esse tédio é um problema exclusivamente meu, ou será que tem gente que também sente vontade de voltar ao trabalho como eu? O mais frustrante disso é que o ano todo esperei pelas férias, e agora não vejo a hora delas acabarem. Vamos lá, ajudem esse pobre a tornar estas férias menos chatas: doe uma pacote de viagem para Fabricio e a primeira dama, pois ambos precisam muito disto para manterem a integridade e o funcionamento harmonioso da nação mongol. Ok, você é pobre e/ou tá pouco se ferrando para meu stress. Pelo menos mostre que você é criativo(a) e dê idéias de algo para fazer com que o tempo passe. A melhor idéia será presenteada com o esquema de montagem de um Tringubolango exclusivo do SouMongol, o brinquedo secreto que em breve virará uma mania nacional. Então pense em algo, preencha seu dados corretamente e boa sorte! Ah, não esqueça de ler o regulamento antes de participar.


Clique aqui e comente!

Nenhuma mongolice! Que derrota!