sábado, 23 de agosto de 2003, by Fabricio Shsn

O que será que levou um barbeiro a deixar um cucuruco de cabelo em pé na minha cabeça?! Nunca (até agora) falei mal desses profissionais. Não enfiei porrada no filho dele, não o conheço, não tenho (tinha) raiva dele e, o mais importante nesse mundo capitalista, não deixei de pagar! E o pior é que lá no salão não percebi nada de errado, a não ser a cara de "hiena com fome" do barbeiro. Será que o bastardo, ao ver meu lindo cabelinho, seguiu aquele ditado que diz que "se eu não posso ter, você também não pode" e deixou essa coisa escrota em cima da minha cabeça?


Clique aqui e comente!

Nenhuma mongolice! Que derrota!