sábado, 12 de julho de 2003, by Fabricio Shsn

Cassete, tomar banho no inverno é muito ruim! Tomei chocolate quente, estava debaixo das cobertas e fiquei pensando em não tomar banho para evitar a tremedeira. Pensei também nas consequências fétidas e caraquentas deste ato e resolvi tomar banho. E começa o ritual: lacro o banheiro pra não entrar vento algum e abro o chuveiro o mínimo possível pra esquentar um pouquinho. Tiro a roupa, dou aquela olhada clássica no espelho pra ficar olhando a minha barriguinha e pensar: "uhuw, continua durinha!" Já tremendo abro a porta do box, ponho o pé no chão e me dá aquele choque térmico! Puta merda, que coisa ruim! Água "quente" batendo nas costas congeladas, cabelins do braço completamente eretos e aos poucos páro de bater o queixo. A partir daí o banho de qualquer um é uma delícia! Até a hora que seu pai resolve bater na porta do banheiro e gritar que não é dono da Cerj. Fecha o chuveiro e o ritual do liquidificador começa de novo. E o foda é que como anda fazendo frio, a toalha nunca fica completamente seca. Pode botar pegando um raiozinho de sol, atrás de geladeira, dentro do microondas que mesmo assim ela ainda vai ficar úmida a ponto de te fazer tremer e xingar quem inventou o inverno. Correndo eu me enxugo no pano já molhado e, a ponto de me vestir, sinto que têm algo faltando. Merda, esqueci a cueca! E como todo mundo que esquece a cueca, visto só a calça de moleton e volto pro quarto pra pegar a Zorba maldita. Nesse momento pensei: "se num tivesse cueca eu ia me sentir muito estranho". E ia mesmo, ficar andando com "as coisa" balançando é muito ruim, você não se sente a vontade. Sem contar naquelas babaquices dos tempos de criança, de um ficar puxando a calça do outro pra ver a calcinha ou cueca alheia. E se não tivesse cueca? O bilú ia ficar exposto ao mundo exterior, e isso seria muito constragedor. Sábia foi a criatura que inventou cueca, calcinha e sutiã. Além dessas coisas protegerem as "crianças", geram aquele tom de desejo e mistério ao ver o sexo oposto usando tais vestimentas. Deixa eu parar por aqui com esse papo de calcinha e sutiã, afinal, sou um menino muito puro e conservador. E cínico.


Clique aqui e comente!

Nenhuma mongolice! Que derrota!