sábado, 5 de fevereiro de 2005, by Fabricio Shsn

Todo mundo defeca, isso é fato. E se alguém diz que não defeca, essa pessoa burra confirma que faz cocô. Bem, considerando-se que um ser humano em condições normais de saúde faz no mínimo uns 200 gramas de cocô por dia (incluindo aqueles milhos grudados que não são digeridos), imagine quanta bosta não é criada todo santo dia no nosso humilde planetinha! Após algumas contas com dados estatísticos verdadeiros, cheguei a um resultado surpreendente: só aqui no Brasil, "nascem", por segundo, 4750 kilos de cocô humano! São 150 milhões de toneladas de excremento por ano! Agora imagine todo esse volume de bosta sendo concentrado em apenas um lugar, digamos, perto da sua casa. Em menos de um dia, surgiria um Everest de bosta cobrindo todo o seu bairro... você iria literalmente "comer toda a merda do mundo". Bem, como ninguém consegue mirar o fiofó pra um só lugar no mundo, você ainda pode respirar tranqüilo(a), pois quem cuida da merda que sai do seu bumbum são as estações de tratamento de esgoto. Mas por mais que o tratem, sempre vai parar um cocozinho boiando lá na água. E como "é de grão em grão que a galinha enche o papo", em breve estaremos sofrendo com a fúria da natureza, arremessando contra a costa brasileira um Tsunami quinze vezes maior que o da Ásia, mas dessa vez com ondas gigantes de fezes, um verdadeiro paredão de bosta. E após este trágico acontecimento apocalíptico, ocorrerá uma revolução na sociedade. O Brasil terá de comprar navios 'quebra-gelo', carinhosamente apelidados de 'quebra-merda'. Milhões de desabrigados construirão suas novas residências em cima da bosta solidificada. Até mesmo os surfistas terão de se acostumar com a idéia de que não se deverá mais passar parafina na prancha, e sim Hipogloss. Empresas como Nestlé, Marlboro e IBM não mais serão líderes do mercado, que será dominado pelas empresas de papel higiênico e de produtos para assaduras, a maior causa de mortes no país. É este o mundo que você quer para seus filhos? Não? Então faça como a maioria dos americanos: tenha uma dieta pobre em fibras. Isso fará com que você defeque menos e engorde absurdamente... mas pelo menos você vai estar colaborando para uma nação menos fétida! Diga não às fibras e salve o mundo do Tsunami de merda!


Clique aqui e comente!

Nenhuma mongolice! Que derrota!