domingo, 29 de agosto de 2004, by Tiago

Programa de índio mongol: ser chamado no último minuto pra ir pro show dos Titãs na praia de Copacabana - e aceitar, mesmo sabendo que taria chovendo. Descemos de van, eu e uns amigos, vendo a paisagem que mais semblava um um imenso algodão doce indo em direção a nós, já imaginando a chuva que nos esperaria, fora as especulações de que não haveria o show. Chegando lá, chuva (relativamente) fina, e um bocado de gente na praia, então tem show. Abriu com a banda Dibob, banda de hardcore muito maneira, e pela tradição das bandas de abertura, exatamente na hora. Meia hora de show, tchau e bença, 45 minutos de espera pros Titãs entrarem - e justo na primeira música começa a chover forte. Pensei "Putz, fudeu... vou ficar ensopado, ter uma gripe e tudo o mais"... 10 minutos depois a chuva dá uma trégua. Show muito bom, valeu a pena, embora aquelas porras daquelas rodinhas de briga tenham estragado parte da diversão. Mas tá, terminado o show, voltando pra Petrópolis, no meio da subida da serra a neblina esperada, sendo que depois de alguns metros se tornou tão espessa que não era possível ver a lateral da estrada! Imagine de madrugada uma estrada cheia de curvas em que você só vê duas das tiras do meio da estrada - essa era a situação. No final, a lentos passos, chegamos na cidade-dormitório a salvo. Moral da história: Vendedor de cachaça em canudinho (ou sei lá o que essa gente chama) enche o saco! 10 vezes durante o show um puto daqueles veio me perturbar!


Clique aqui e comente!

Nenhuma mongolice! Que derrota!