quinta-feira, 22 de julho de 2004, by Fabricio S.

E mais uma vez começa a porra da disputa eleitoral. E junto do delicioso horário político na TV, surgem centenas de panfleteiros enchendo o saco e sujando as ruas. Bem, panfleteiros só pra quem tem dinheiro. Hoje eu estava no ponto de ônibus, todo molhado, minha guitarra mais ainda, e nada do ônibus passar. Fiquei ali mofando, vendo a maldita chuva cair. Até que do nada surge um sujeito todo feliz, e me dá um "santinho" de um político. Olhei pro papel, olhei pro suposto panfleteiro, olhei de novo pro santinho e comecei a rir. Tem noção? O panfleteiro era o candidato a vereador! O cara sorriu e, eu não sei porquê, mas tirei uma caneta do bolso e pedi um autógrafo ao indivíduo. E num é que ele aceitou? Ele com o maior sorrisão na cara, assinando meu panfletinho. Depois disso me deu um tapinha nas costas e foi dando (santinho) pra outras pessoas. Coitado, crente que ganhou um voto... mal sabe ele que eu odeio política e anulo a porra toda.


Clique aqui e comente!

Nenhuma mongolice! Que derrota!