quarta-feira, 28 de julho de 2004, by Fabricio Shsn

Com certeza você já viu um saco de lixo estourado no meio da rua. Independentemente do modo como foi arrebentado, seja por um cachorro sarnento esfomeado ou por crianças que pensam tratar-se de uma bola, uma coisa é quase certa de acontecer, pelo menos comigo: o conteúdo dos sacos estourados apresenta alguns itens em comum. Acho que isso já virou paranóia minha. Eu olho para os restos de lixo espalhados na rua, e quase sempre encontro restos de arroz, casca de laranja (grande responsável pelo delicioso aroma) e um cotonete. O arroz e a laranja ainda passam, agora por que eu sempre encontro um maldito cotonete?! Já chequei minha orelha, costumar estar limpa, não é um sinal dos deuses para eu me limpar. O mais estranho mesmo é encontrar o cotonete no meio de comida. Será que os donos desses lixos limpam seus ouvidos na cozinha? Combinação ideal, hein? Daqui a pouco as pessoas não mais encontrarão fiapos de cabelo na sopa, e sim cotonetes!


Clique aqui e comente!

Nenhuma mongolice! Que derrota!