quinta-feira, 6 de maio de 2004, by Tiago

Supermercado é um lugar propenso a mongolices. E fazia tempo que não ia a um supermercado, mas ontem fui com meus pais, e lembrei de uma mongolice clássica: dirigir carrinho. Não é dirigir normalmente, claro, mas sim por exemplo derrapar com as rodas traseiras do carrinho, dar um empurrão e deixar ele andar alguns metros pra depois empurrá-lo de novo quando alcançar... E também não é sempre que se vê um cara com 20 anos, cabeludo, 1,87m de altura, empurrando um carrinho apoiado só nas rodas traseiras, como constatei quando vi uma senhora olhando torto pra mim. Também foi constatado que não se vê frequentemente alguém entrando num daqueles corredores dos departamentos (no caso foi o de laticínios) puxando o carrinho de trás pra frente, nem escorregando pra frear depois que se consegue um determinado embalo, às custas de comentários:
- Olha lá aquele homem, parece criança brincando de carrinho!
Mas o que mais me inspirou foi um garotinho, devia ter uns 7 ou 8 anos, olhando pra mim com aquela cara de admiração e depois dizendo pra mãe:
- Ih mãe! Deixa eu empurrar o carrinho, mãe? Deixa!
É a próxima geração dos mongóis surgindo! Não é magnífico?


Clique aqui e comente!

Nenhuma mongolice! Que derrota!