domingo, 7 de dezembro de 2003, by Fabricio S.


Qual será sua profissão?

   Pombas, agora mesmo eu tava vendo TV e com os olhos cheios de água... um quadro do Gugu (sim, eu estava vendo Gugu!) que mostra pessoas pobres que tentaram a vida na cidade grande, e se decepcionaram. A mulher não via a mãe e o pai há 10 anos pois não tinha dinheiro pra voltar para sua cidade natal. Enviou a carta pro Gugu, eles cuidaram de tudo e chegando lá na cidadezinha do interior foi aquela alegria imensurável ao voltar pra casinha humilde, chorando ao reecontrar os pais... realmente é comovente. São coisas assim que fazem a gente pensar que nada pode comprar nossa felicidade. Bens materiais são irrelevantes quando se trata de sentimentos, principalmente do amor que temos por pessoas queridas. Antigamente eu não pensava assim, mas sei lá, com o tempo, tomando as famosas "porradas da vida", a gente vai aprendendo como a vida realmente é, e acho que crescemos espiritualmente com isso. Bom, chega de choradeira, alegria! Vamo rir Brasil! Pegadinha inédita hein! Vamo rir! Dolly Guaraná! Argh... João Kléber não...
   Bom, vou botar mais um fansign que chegou (isso tá virando mania nacional...)


Minha amiga Julinda, lá de São Paulo! Valeu mulé!


Clique aqui e comente!

Nenhuma mongolice! Que derrota!