sexta-feira, 12 de setembro de 2003, by Fabricio Shsn

Bizarro. Eu tava esperando minha amiga no centro (da cidade, não o espírita), quando uma menina se aproxima de um sujeito que tava parado ao meu lado:

Menina: -Ae, tem horas pra dar?
Sujeito: Tu acha que eu vou cair nessa brincadeira, garota?! Eu não dou nada não! Sou homem!
Menina: -Ei! Eu só quero saber as horas!
Sujeito: -Então vai ali naquela relojoaria, olha que horas são e aproveita pra comprar um relógio!
Menina: -Seu grosso! Enfia esse seu relógio no cubo*!
Sujeito: -Ah, vai chupar um caramujo*, vai...

A moça foi embora puta da vida, e o "gostosão" continuou falando:

Sujeito: -Essas pútridas* ficam se achando as engraçadinhas, daí eu dou uma foca* nelas e elas vão embora tristinhas... né não, sangue "bão"?
Eu: ...
Sujeito: -He...


Stress, puro stress. Nota: palavras com asterisco foram modificadas para preservar a integridade dos que lêem este blog de contéudo circunspecto. Ah, e sangue bom é a pútrida* que te pariparoba*. Sangue bom... maldita expressão oprobriosa!


Clique aqui e comente!

Nenhuma mongolice! Que derrota!