quinta-feira, 10 de julho de 2003, by Fabricio Shsn

Cassete, tem coisas que me irritam demais. Uma delas é meu pai tomando leite quente. Agora há pouco estavamos eu e ele na cozinha. Ele com seu leite quente, eu ainda pensando no que iria deglutir. Meu pai pega o copo, encosta na boca e frrrrrrrrrrrr. Eu já olhei de lado. Ele engole, tira o copo da boca e ahhhhhh. Copo na boca, frrrrrr... ahhhhhh! E de novo! E mais uma vez! Cassete, isso me estressa! Resolvi sair da cozinha e comer algo só depois que ele tivesse saído. Quem vê pensa que ele é banguela, pow. Lembrei-me de outra coisa que me irrita e enoja. Há algum tempo atrás, fui na casa de meu amigo numa festa de aniversário. Bem legal: churrasco, piscina, sol, música. Final da tarde chega e, pra tirar o cloro da água da piscina, decido tomar uma ducha no banheiro da casa do moleque. Maluco... eu entro no box, olho pra saboneteira e paraliso. O sabonete completamente envolto de pêlos, cabelo, pentelho ou algo do tipo. Que nojo! O sabonete que era branco mais parecia um poodle preto. Nem me atrevi a enconstar naquela coisa, poderia estar vivo. Acabou que detonei com o shampoo do banheiro. E mesmo que não tivesse shampoo eu não iria me atrever a pegar aquela coisa e ficar arrancando pentelho por pentelho. Beber fazendo barulhos irritantes, sabonete peludo, tudo isso me estressa. Devem haver mais coisas que me irritam, mas é melhor não pensar nisso agora.


Clique aqui e comente!

Nenhuma mongolice! Que derrota!